Historiador classifica biografia como mercadoria rentável

Historiador classifica biografia como mercadoria rentável

As diversas concepções de narrativas de vida na Antiguidade, o surgimento do conceito de biografia, direito autoral e liberdade de expressão e as atuais polêmicas que envolvem esses temas deram o tom da palestra do doutor em História Social e professor do Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF, Joaci Pereira Furtado, no encerramento do Evento Comemorativo do Dia do Bibliotecário, na última sexta-feira (14).

Para demonstrar como a vida privada pôde ser vista, vivida e narrada ao longo da história, Furtado citou a criação da Retórica pelo filósofo grego Aristóteles, que sistematizou e organizou a fala, o pensamento e o discurso. Segundo o professor, o que hoje chamamos erroneamente de biografia surgiu no século XV, com a invenção da imprensa (tipografia) e a impressão de pequenas bíblias desenhadas.

- Naquela época, mais de 90% da população, que era analfabeta ou semianalfabeta, tiveram acesso a personagens bíblicos, as chamadas “narrativas exemplares”. O registro mais remoto de biografia seria de 1721, em francês.

Leia mais


Contratação de Dirceu para cuidar de acervo é mote de palestra

Contratação de Dirceu para cuidar de acervo é mote de palestra

A possível contratação do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu para cuidar do acervo de livros em um escritório de advocacia foi o mote da palestra seguinte, do bibliotecário da Câmara dos Deputados Cristian Santos. Apesar de criticar a forma “simplória” como a profissão ainda é encarada, ele reconhece que as declarações do proprietário do escritório colocaram a Biblioteconomia em evidência.

- Precisamos abandonar a ideia de reserva de mercado e transferir as frustrações para os conselhos profissionais. É necessário abandonar essa pedagogia dociliadora – destacou, defendendo a união e mobilização dos bibliotecários.

Doutor em Literatura e Práticas Sociais pela Universidade de Brasília, Cristian defendeu ainda que “os bibliotecários estabeleçam novos modos de lidar com a linguagem e uma ética como prática reflexiva”. Segundo ele, os bibliotecários ainda precisam refletir sobre o que são, formar bons cidadãos e reconhecer que a biblioteca tem de ser um espaço útil, inclusive de lazer.

Leia mais


ENCERRAMENTO DO EVENTO DO DIA DO BIBLIOTECÁRIO

ENCERRAMENTO DO EVENTO DO DIA DO BIBLIOTECÁRIO

O terceiro e último dia do Evento Comemorativo do Dia do Bibliotecário será no auditório Macunaíma, na Universidade Federal Fluminense (UFF - Campus Gragoatá - bloco B - 4º andar), nesta sexta-feira (14), a partir das 13h. Estão programadas as seguintes palestras:

- "Vida pública, propriedade privada: biografia, direitos autorais e liberdade de expressão", com o professor Joaci Pereira Furtado (UFF);

-"Biblioteca preservacionista ou interacionista? - uma análise a partir do conceito de "liberdade de expressão", com Cristian Santos, bibliotecário do Senado.

O evento será encerrado com o lançamento do livro "Devotos e Devassos", do bibliotecário Cristian Santos (Editora Edusp).

VEJA AQUI as fotos de encerramento do evento.


BIBLIOTECÁRIO ALEMÃO TRAÇA CENÁRIO DAS BIBLIOTECAS DO FUTURO

BIBLIOTECÁRIO ALEMÃO TRAÇA CENÁRIO DAS BIBLIOTECAS DO FUTURO

As bibliotecas do futuro se transformarão em centros de informação, com acesso ilimitado das pessoas ao conhecimento, e um espaço democrático de aprendizagem. Este foi o cenário desenhado pelo diretor da Biblioteca Pública de Essen (Alemanha), Klaus Peter Böttger, na tarde desta quinta-feira (13), na palestra que abriu o segundo dia do Evento Comemorativo do Dia do Bibliotecário, no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), mediada pela presidente da Redarte/RJ, Claudia Aragón.

Böttger sugeriu que os bibliotecários tenham uma atuação pró-ativa, entendendo o local e a cultura da região onde se localizam as bibliotecas para integrar diferentes interesses. “É necessário que os bibliotecários se adaptem às mudanças, porque só o que se transforma, permanece”, ensinou. Segundo ele, os bibliotecários precisam usar mais a internet e as redes sociais para disponibilizar conteúdo e apoiar os usuários na organização da informação.

Leia mais


ABERTURA DO EVENTO DO DIA DOS BIBLIOTECÁRIOS

ABERTURA DO EVENTO DO DIA DOS BIBLIOTECÁRIOS

Presidente do CRB-7 anuncia temas do Fórum de Bibliotecários

Bibliotecários, estudantes de Biblioteconomia, conselheiros e representantes de entidades que representam a categoria lotaram o auditório Vera Janacopulos, da UNIRIO, na abertura do Evento Comemorativo do Dia do Bibliotecário, nesta quarta-feira (12). O presidente do CRB-7, Marcos Miranda, afirmou que o Conselho e os demais organizadores levaram em conta os critérios de atualidade e interesse dos bibliotecários para a escolha dos temas. E quanto aos palestrantes, suas respectivas *expertises.* "São profissionais conceituados no mercado nacional e internacional", acrescentou.

Marcos Miranda aproveitou para anunciar que o Conselho divulgará, em breve, o calendário referente ao Fórum de Bibliotecários do Estado do Rio de Janeiro. Segundo ele, o evento tem o objetivo de traçar estratégias referentes a temas como a Lei da Biblioteca, formação inicial, educação continuada, o projeto relativo ao Técnico em Biblioteconomia e cursos de Biblioteconomia na modalidade EAD (Educação à Distância). O fórum contará com a participação das entidades de classe, cursos de Bacharelado em Biblioteconomia e grandes bibliotecas do estado.

Leia mais


<< Start < Previous 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Next > End >>

Results 46 - 50 of 60


Av. Rio Branco, nº 277, sala 710 CEP:20040-009 - Rio de Janeiro-RJ
E-mails: crb7@crb7.org.br / contato@crb7.org.br / cadastro@crb7.org.br / adm@crb7.org.br / fiscalizacao@crb7.org.br / fiscalizacao2@crb7.org.br
Tels.: (21) 2533-3312 / 2533-3609 - Fax: (21) 2240-4425